14 sintomas da fibromialgia que toda mulher deve conhecer

Difícil de detectar por causa de seus sintomas generalizados e extensos, a fibromialgia é tão incompreendida que os cientistas até questionaram sua existência! Afetando milhões de pessoas em todo o mundo, incluindo a maioria das mulheres, sua dor é extremamente desagradável. Para entender melhor esse distúrbio ainda pouco compreendido, a associação francesa Fibromialgia SOS compartilha vários sintomas que toda mulher deveria conhecer. Afetando de 2 a 5% da população da França, a fibromialgia parece ser dominante entre as mulheres que representariam 80% das pessoas com a doença. doença. Essa condição, reconhecida como uma doença pela OMS em 1992, é caracterizada por dor crônica e desconforto generalizado, muitas vezes levando a mal-estar psicológico. Para saber mais, aqui estão 14 sintomas para prestar atenção: Fadiga crônica


Também conhecida como astenia, a fadiga crônica revela problemas de saúde subjacentes. Associado a fatores físicos ou psicológicos, torna-se anormal quando persiste sem que a causa seja identificada.

Sono perturbado

A pessoa afetada sente um cansaço agudo, pois falta um sono reparador. Geralmente se manifesta através de insônia repetitiva, hipersonia ou problemas respiratórios, como apneia do sono.
Ansiedade e mau humor
Esses distúrbios são caracterizados por sentimentos de inquietação, tensão, apreensão ou medo extremo, sem motivo específico. Eles colocam a pessoa em um estado emocional muito perturbado, que se reflete em nervosismo e estresse incontroláveis, levando a mudanças de humor, irritabilidade e até tendências suicidas.
Zumbidos e assobios nos ouvidos
Conhecidos como zumbido, esses sintomas são desencadeados na ausência de ruídos externos. Repetitivos, pontuais ou irregulares, são enviados pelo sistema neurológico e afetam os ouvidos, assim como diferentes partes da cabeça (frente, costas, interior).

–  A meditação pode trazer uma ligeira melhora na qualidade de vida;

  Acupuntura e tratamentos de spa também fornecem alívio da dor.

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *