A maioria das mulheres com fibromialgia tem problemas de memória e concentração

De acordo com um novo relatório da Espanha, a maioria das mulheres com fibromialgia tem problemas de memória e não consegue se concentrar. Eles também sofrem de ansiedade e depressão. 


Seus autores recomendam rever suas descobertas em profundidade para melhorar o bem-estar das mulheres com a doença. 
O estudo “Problemas cognitivos em mulheres com fibromialgia:    
são por depressão ou disfunção cognitiva?”. 


Publicado no Journal of Clinical and Experimental Neuropsychology. 
A fibromialgia é um distúrbio de dor crônica caracterizado por dor e sensibilidade generalizada, fadiga, sono agitado, rigidez e distúrbio de humor.


Os pacientes geralmente têm problemas cognitivos, mas os médicos não sabem se isso se deve à disfunção cognitiva ou à falta de sintomas depressivos. 


“Apesar da alta freqüência de comprometimento cognitivo pessoal em pacientes com fibromialgia, muito poucos estudos anteriores procuraram especificamente quantificar a extensão desses distúrbios na população feminina”, de acordo com os autores do estudo, que tiveram lugar no Hospital Santa. María de Lleida, uma cidade na região nordeste da Catalunha. 


Entre agosto de 2012 e março de 2014, os pesquisadores recrutaram 105 mulheres com fibromialgia e realizaram avaliações neuropsicológicas, incluindo medidas de atenção e funções executivas. 
Os participantes preencheram questionários sobre temas como: queixas cognitivas, ansiedade, depressão, intensidade da dor, funcionamento físico, qualidade do sono e qualidade de vida. 


Quase 83% das mulheres tinham comprometimento cognitivo, 23% eram leves e os 60% restantes eram moderados a graves. 


Em geral, sintomas depressivos, falta de memória no trabalho e disfunção física diária foram mais comuns entre as mulheres que relataram comprometimento cognitivo. 


No geral, 82% das mulheres tinham sintomas de depressão e 70% tinham “níveis elevados de ansiedade”, enquanto 68,6% das mulheres tinham depressão e ansiedade.


“Os resultados deste estudo confirmam que os distúrbios cognitivos pessoais são muito comuns em pacientes com fibromialgia, mas não estão relacionados exclusivamente a sintomas depressivos.

Loading...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *