Na crise da fibromialgia, como me sinto

É sofrer em fileiras porque a dor não é incapacidade.
– é ouvir dos outros: “você é preguiçoso” ou “o que você quer dizer? Ela não parece tão jovem.
– Quer sair do salto, mas vai de tênis ou flats porque não aguenta ficar mais de 5 min em cima de um salto;


– passar dias dormindo chapada de remédios para dor sem ver o que acontece com a própria vida e acordar de novo com dor com tudo o que estava atrás de você esperando naqueles dias de não; ou passar dias e dias sem dormir.
– acompanhe alguém em alguma atividade interessante e apenas observe;
– Pare de fazer coisas que você amava;
– Pare de ir a algum lugar esperado por vezes porque a dor e a fadiga extrema não permitiram;
– é passar noites acordadas de dor;
– está tendo distúrbios do sono e crises de ansiedade;
– tem problemas de concentração e memória, se perde em conversas e não consegue entender nada para ler ou perder no meio de um cálculo;
– é ter a dor intensificada quando você está triste, alegre ou mesmo quando você discute com alguém que tem a idéia de que é drama e frescor ou algo da nossa cabeça …
– é sempre com dor de cabeça, tontura e náusea…. ter visão turva, olhos secos, ter intolerância à luz, cheiros e alguns sons;
– é ter medo de perder quem você ama por não atender às suas expectativas;
– é saber quando vai chover ou esfriar (risos …)
– machucar muitas pessoas que você ama, porque elas não entendem suas limitações …
Deixe os sonhos de lado. (mude a maneira de sonhar)
Está começando toda manhã.
Então perdoe a minha ausência Eu gostaria de rever muitas pessoas… fiz muitas coisas que fiz… mas… nem sempre com você!
É sentir tudo isso e ainda acreditar na felicidade (e ser feliz) porque é apenas infeliz quem quer ser.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *